25 outubro 2016

Últimos filmes vistos - #16

Fiquei tanto tempo sem assistir novos filmes que acabei esquecendo de postar na coluna os filmes Pets - A Vida Secreta dos Bichos e Ben-Hur que assisti quando estavam em exibição no cinema. Depois de muito tempo, resolvi voltar hoje com os últimos filmes que assisti desde então.

Em minha vida toda eu só tinha assistido um filme do Star Wars e lembro que não tinha gostado muito, na verdade eu nem sei qual filme foi, e desde então todos os meus amigos insistiam pra me assistir tudo de novo. Resolvi assistir tudo (sob forte influência e obrigação do meu amigo) começando pela trilogia I, II e III, que me disseram não ser a mais indicada pra começar, maaaaaas...

Star Wars: Episódio I - A Ameaça Fantasma
"Quando a maquiavélica Federação Comercial planeja invadir o pacífico planeta Naboo, o guerreiro Jedi Qui-Gon Jinn e seu aprendiz Obi-Wan Kenobi embarcam em uma aventura para tentar salvar o planeta. Viajam com eles a jovem Rainha Amidala, que é visada pela Federação pois querem forçá-la a assinar um tratado que é para eles muito importante. Eles têm de viajar para os distantes planetas Tatooine e Coruscant em uma desesperada tentativa de salvar o mundo de Darth Sidious, o demoníaco líder da Federação que sempre surge em imagens tridimensionais (a ameaça fantasma). Durante a viagem Qui-Gon Jinn conhece um garoto de nove anos que deseja treiná-lo para ser tornar um Jedi, pois o menino tem todas as qualidades para isto. Mas o tempo revelará que nem sempre as coisas são o que aparentam."

Esse primeiro filme tinha de tudo pra ser bem legal, mas não é, na verdade é bem chato. A edição ficou muito ruim, não deram um foco real para o filme, cenas desnecessárias muito longas e muita coisa mal explicada. Único personagem que gostei foi o Jar Jar Binks. E Natalie Portman sofrível nesse filme.

Star Wars: Episódio II - Ataque dos Clones
"Dez anos após a tentativa frustrada de invasão do planeta Naboo, Obi-Wan Kenobi, Anakin Skywalker e Padmé Amidala estão juntos novamente. Neste período de tempo Obi-Wan passou de aprendiz a professor dos ensinamentos jedi para Anakin, sendo que ambos foram destacados para proteger a agora senadora Amidala, que tem sua vida ameaçada por facções separatistas da República, que ameaçam desencadear uma guerra civil intergalática. Com o passar do tempo surge um romance proibido entre Anakin e Amidala, pois os cavaleiros jedi não têm permissão para se apaixonarem."

Esse segundo filme tem uma pequena melhora, o roteiro tem um foco principal e a história flui de uma forma bem melhor. Mas a atuação do Hayden Christensen como Anakin é MUITO ruim, fora que ele não tem química nenhuma com a sofrível Natalie Portman, e o romance além de parecer bem falso, deixou a história chata. 

Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith
"As Guerras Clônicas estão em pleno andamento e as diferenças entre o Conselho Jedi e o Chanceler Palpatine aumentam cada vez mais. Anakin Skywalker mantém um elo de lealdade com Palpatine, ao mesmo tempo em que luta para que seu casamento com Padmé Amidala não seja afetado por esta situação. Seduzido por promessas de poder, Anakin se aproxima cada vez mais de Darth Sidious até se tornar o temível Darth Vader. Juntos eles tramam um plano para aniquilar de uma vez por todas com os cavaleiros jedi."

Hayden Christensen finalmente aprendeu a atuar e seu personagem cresce muito com isso, sim eu sei que ele é o principal, mas essa melhora muda muito na qualidade do personagem/filme. Esse terceiro filme é o melhor da trilogia, sem dúvidas, mas ainda não me fez gostar da série, a impressão ainda é de que é uma série superestimada.

Os Bons Companheiros
"Garoto do Brooklyn, Nova York, que sempre sonhou ser gângster, começa sua 'carreira' aos 11 anos e se torna protegido de um mafioso em ascensão. Sendo tratado como filho por mais de vinte anos, envolve-se através do tempo em golpes cada vez maiores. Neste período acaba se casando, mas tem uma amante, que visita regularmente. Não consegue ser um membro efetivo, pois seu pai era irlandês, mas no auge do prestígio se envolve com o tráfico de drogas e ganha muito dinheiro, além de participar de grandes roubos, mas seu destino estava traçado, pois estava na mira dos agentes federais."

Que filme! Aprendi a gostar de filmes de gângster/máfia, e para quem gosta, esse com certeza é um filme para assistir várias e várias vezes. Ótimo roteiro, ótimas histórias para contar e atuações perfeitas. "As far back as I can remember, I always wanted to be a gangster."

Já assistiu algum desses filmes? O que achou?
 

05 outubro 2016

Resenha: A Sala dos Répteis

A Netflix liberou ontem o teaser trailer da série Desventuras em Série e eu fiquei realmente empolgada, com isso, resolvi voltar aqui no blog e postar a resenha do segundo livro.

A Sala dos Répteis
Lemony Snicket
Editora: Companhia das Letras
Tradução: Carlos Sussekind

"Lemony Snicket é um autor que não pode ser acusado de falta de franqueza. Sabe que nem todo mundo suporta as tristezas que ele conta e por isso - para que depois ninguém reclame - faz questão de avisar: 'Se você esperava encontrar uma história tranquila e alegre, lamento dizer que escolheu o livro errado. A história pode parecer animadora no início, quando os meninos Baudelaire passam o tempo em companhia de alguns répteis interessantes e de um tio alto-astral, mas não se deixem enganar...'.
Os Baudelaire têm mesmo uma incrível má sorte, mas pode-se afirmar que a vida deles seria bem mais fácil se não tivessem de enfrentar o tempo todo as armadilhas de seu arqui inimigo: o conde Olaf, um homem revoltante, gosmento e pérfido. Em Mau Começo ele deu uma pequena amostra do que é capaz de fazer para infernizar a vida de Violet, Klaus e Sunny Baudelaire - e aqui as coisas só pioram."

Esse é o segundo livro da série, e está resenha pode conter spoilers do primeiro livro! 

O segundo livro da série é um dos meus preferidos, nesse livro os irmãos Violet, Klaus e Sunny vão morar com um novo tutor, o doutor Montgomery Montgomery, em uma grande casa de campo feita de pedra. Muito diferente da casa em que viveram anteriormente com conde Olaf, a casa do tio Monty possuí muitas janelas e um grande quintal, um jardim com plantas em formato de cobras, e muitos quartos. O aposento principal é a sala dos répteis, um grande local com paredes de vidro onde o herpetologista guardava suas cobras. A casa possuí também uma grande biblioteca. 

As crianças foram muito bem recebidas pelo doutor especialista em cobras, e ficaram realmente encantadas quando descobriram que poderiam trabalhar ajudando ele na sala dos répteis, cuidando dos animais, inventando armadilhas, lendo sobre as espécies. 

Esse livro nos dá uma ponta de esperança quanto a vida das crianças, mas como fomos avisados pelo Lemony Snicket o tempo todo, essa é uma história realmente triste. Conde Olaf aparece pela primeira vez usando um disfarce para tentar enganar as pessoas e conquistar a fortuna dos Baudelaire, e mais uma vez, as crianças tiveram que se unir para conseguir escapar de suas armadilhas. 

Lemony Snicket é o investigador que narra a história dos irmãos Baudelaire, ele consegue passar para o leitor de forma divertida todos os acontecimentos infelizes da história. Frequentemente, ao longo dessa aventura, o mesmo explica diversos significados de palavras ou analogias que o leitor pode não conhecer, já que se trata de uma série de livros direcionada ao público infantil.

É uma leitura curta e rápida, um ótimo livro para passar o tempo que recomendo a todos. 


O longa-metragem Desventuras em Série, de origem estadunidense e alemão, foi lançado no Brasil no dia 21 de janeiro de 2005, e combina a história dos três primeiros livros: Mau Começo, A Sala dos Répteis e O Lago das Sanguessugas.

Livro no skoob: A Sala dos Répteis
Nota:



Em anúncio feito ontem, a Netflix revelou com tristeza que Desventuras em Série estará no catálogo na sexta-feira, 13 de janeiro de 2017. Mas ATENÇÃO! Tenha certeza que você não irá assistir ao teaser trailer, pois o mesmo certamente te levará a tristeza profunda, e por favor, evite compartilhar esse vídeo que possuí um conteúdo de miséria e ruína.


27 setembro 2016

Resenha: Mau Começo


Então, fim do semestre está só correria com o meu TCC, não estou tendo tempo para ler meus livros, para assistir séries e filmes, e nem para vir aqui no blog dar o ar da graça, infelizmente, mas assim que essa fase passar, vou voltar a postar normalmente.

O tema do meu TCC é Desventuras em Série, e como estou MUITO nesse clima, resolvi fazer a resenha do primeiro livro, se conseguir, voltarei para postar a resenha dos demais livros.

Mau Começo
Lemony Snicket
Editora: Companhia das Letras
Tradução: Carlos Sussekind

"Mau Começo é o primeiro volume de uma série em que Lemony Snicket conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Klaus, Sunny e Violet, são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo. De fato, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia. Esses ímãs que atraem desgraças terão de enfrentar, por exemplo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso, roupas que pinicam o corpo e mingau frio no café da manhã. É por isso que, logo na quarta capa, Snicket avisa ao leitor: 'Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere'."

Conheci a série através do filme, fiquei encantada com a história e sempre que tinha oportunidade, assistia novamente. Depois de muito tempo consegui ler todos os livros da série e me apaixonei mais ainda. Os livros são um pouco diferente do que o filme apresenta, mas consigo gostar muito das duas obras.

Em Mau Começo somos apresentados aos irmãos Baudelaire: Violet é uma garota muito inteligente que está sempre inventando, o seu cérebro funciona como uma grande máquina, repleta de roldanas, alavancas e engrenagens. Sempre que a garota vai criar alguma coisa, ela amarra um laço no cabelo para se concentrar. Violet sempre utiliza de suas criações para salvar seus irmãos de inúmeros problemas. Klaus, o filho do meio, é um leitor e pesquisador muito inteligente, que possuí um grande conhecimento literário e o utiliza para salvar suas irmãs em várias ocasiões. Sunny é a filha mais nova, é um bebê bem pequeno, que possuí quatro dentes bem afiados e adora morder. Ela não fala mais que algumas sílabas, mas pode ser bem compreendida por seus irmãos. 

Logo no início do livro as crianças descobrem que seus pais faleceram em um incêndio que destruiu a sua casa, e assim vão morar com um tutor. O tutor, conde Olaf, é dito ser o parente mais próximo geograficamente das crianças, é um homem muito alto e muito magro, sem higiene e bem grosso, trabalha como ator teatral e mora em uma casa em ruínas.

O primeiro livro é o início de uma aventura dramática e triste, como define Lemony Snicket:
"Se vocês se interessam por uma história com final feliz, é melhor ler algum outro livro. Vou avisando, porque este é um livro que não tem de jeito nenhum um final feliz, como também não tem de jeito nenhum um começo feliz, e em que os acontecimentos felizes no miolo da história são pouquíssimos." (SNICKET.2001, p. 9)
Conde Olaf, é uma pessoa muito ruim para as crianças. Em uma grande casa suja e bagunçada, os irmãos dividem um quarto com apenas uma cama e um colchão cheio de caroços, são obrigados a fazerem as tarefas da casa e aturar todos desaforos do tutor e seus amigos. Além disso, conde Olaf, juntamente de sua trupe teatral, arma para roubar toda a fortuna dos órfãos. 

Lemony Snicket é o investigador que narra a história dos irmãos Baudelaire, ele consegue passar para o leitor de forma divertida todos os acontecimentos infelizes da história. Frequentemente, ao longo dessa aventura, o mesmo explica diversos significados de palavras ou analogias que o leitor pode não conhecer, já que se trata de uma série de livros direcionada ao público infantil.

É uma leitura curta e rápida, um ótimo livro para passar o tempo que recomendo a todos. 


O longa-metragem Desventuras em Série, de origem estadunidense e alemão, foi lançado no Brasil no dia 21 de janeiro de 2005, e combina a história dos três primeiros livros: Mau Começo, A Sala dos Répteis e O Lago das Sanguessugas.


Livro no skoob: Mau Começo
Nota: