12 dezembro 2013

Resenha: A Lenda do Lago Dourado


A Lenda do Lago Dourado
Edson Vanzella Pereira
Editora: Dracaena

"Os Baltimore são uma típica família de uma pequena e pacata cidade norte-americana. Tudo muda para eles quando o filho mais velho, David, com 15 anos de idade, passa em primeiro lugar no Concurso nacional de Superinteligentes do Governo Americano. Reconhecido como o novo grande gênio da nação, ele é contratado pelo governo para uma carreira de cientista. Mas, em sua primeira missão, envolve-se em um misterioso acidente que o deixa entre a vida e a morte. Srta. Marshall, agente do governo, responsável pela missão, sente-se culpada pela tragédia. Max, o irmão mais novo de David, com a ajuda da Srta. Marshal, começa a investigar secretamente as circunstâncias daquele trágico e enigmático acontecimento. Na procura por respostas, eles se envolvem em aventuras perigosas, eletrizantes, e acabam descobrindo que, por trás de fatos aparentemente sem ligação, há uma trama cruel em curso. Como pano de fundo, ainda temos uma misteriosa lenda envolvendo um lago conhecido como Lago Dourado, que vai eleger nada menos do que o próprio Max para uma missão vital ao lhe transmitir o Poder da Luz: localizar e destruir o Agente Negro, que é o mentor intelectual desse complô maligno que está pronto para eclodir."


Enrolei muito para fazer essa resenha, recebi o livro da editora à um tempo, e assim que recebi já comecei a ler, mas a leitura não fluiu, demorei muito para terminar de ler por causa do desenrolar da história e também porque recebi um comentário não muito agradável do autor pelo skoob. Não sei se deveria comentar isso no blog, mas como fiquei muito chateada com a situação, acho melhor contar...

Eu gosto muito de avaliar meu histórico no skoob e claro, avalio de acordo com o que estou achando do livro até o momento, pra mim esse livro estava muito fraco desde o início, a forma da escrita e os personagens não me comoveram, e para piorar, parei bem na parte que o personagem chega ao Brasil e logo de cara já vem mais uma história sobre a violência no país, cansada de sempre ler o mesmo assunto sobre o meu país, parei a leitura e achei uma boa hora para avaliar, até que recebi um comentário do autor falando que não achava justo eu ter dado uma nota baixa no livro porque eu não tinha gostado do que ele colocou do Brasil, e que sim, aqui acontece muita coisa tanto ruim quanto boa, mas que eu deveria terminar o livro antes de dar minha opinião. Aqui, pode ser, mas a função da avaliação no histórico é eu ser sincera e colocar o que eu achei durante a leitura! Depois disso nem consegui olhar o livro com os mesmos olhos, a cada página eu achava ainda mais chato! :/

Mas agora falando do livro, essa é a história da família Baltimore, uma família comum que mora em uma pequena cidade dos Estados Unidos chamada Morangovilles. O livro começa quando David, o filho mais velho, é selecionado para participar do programa Superdotado do governo americano, esse programa recruta os jovens com o QI mais elevado do país para um trabalho especial. 

Com a empolgação do momento, a filha mais nova Peggy não consegue dormir, e então pede ao seu pai para lhe contar uma história, é ai que somos apresentados à história do Lago Dourado, uma lenda famosa na cidade. Peggy, muito empolgada com a ideia do lago, pede aos pais para poder conhecer esse tal lago, mas o problema é que agora o lago fica nas propriedades do dono da Moranreal, Jobe, um homem arrogante que sempre foi apaixonado por Lisa, a mãe. Depois de algumas ligações, a família consegue ir ao lago, chegando lá, Max, o irmão do meio, sente coisas sobrenaturais ao olhar para o lago, mas resolve não fazer nada por causa da presença da família. 

Depois disso, David, conhecido agora como um Agente Zero faz uma turnê por alguns países como parte desse novo trabalho, mas quando ele chega ao Rio de Janeiro acontece um acidente, e ele fica entre a vida e a morte.

Agora com o irmão hospitalizado, Max resolve voltar ao lago para descobrir o que havia acontecido no outro dia, a história conta que uma estranha luz sai do interior do lago e encanta as pessoas, mas todos acreditam ser apenas uma lenda, porém Max realmente viu essa luz, e resolveu entrar no lago para descobrir mais. Dentro do lago, Max descobre que assim como seu irmão, ele é um agente da luz, e recebe poderes para poder enfrentar a escuridão. 

O livro é sobre a luta do agente da luz contra essa escuridão, que são pessoas muito ruins que tentam conquistar o mundo e fazer mal às pessoas. Tinha tudo para dar certo, mas para mim, não deu, quando mais eu lia mais eu achava a história boba, tudo acontecia muito fácil, tudo dava certo para o agente da luz, muita coisa impossível caia nos braços do personagem e isso foi desgastando a história. 

E sim, a história é muito louca e acontece muita coisa ao mesmo tempo no início: primeiro achamos que o personagem principal é David e nos acostumamos a ele, até que o acidente acontece e descobrimos que na verdade o personagem principal é seu irmão Max, que até então era meio excluído da história. A passagem de um tempo para o outro é confusa, as histórias são bagunçadas e quando você está em um assunto, logo já entra em outro sem nem se dar conta. Fora a escrita do autor, muito cansativa, e os diálogos são mal construídos, quando eu lia uma conversa só conseguia imaginar uma novela mexicana com a dublagem mal feita, parecia que todo mundo ali era falso com o outro. 

Posso dizer que foi uma grande decepção literária, infelizmente, mas darei uma estrela pela grande criatividade do autor, pois essa foi longe!


Livro no skoob: A Lenda do Lago Dourado
Nota:




8 comentários:

  1. A Sinopse não me chamou muito a atenção e depois que li sua resenha menos ainda.
    Gostei da sua ultima frase "...pois essa foi longe!".
    Boa Semana.
    Mariana - WTF. [{ Sobre livros,filmes e séries.}]

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei esse livro, gostei muito da história dele e dei estrelas maiores. :v
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nossa, depois dessa resenha e dessa atitude do autor infantil, eu nem quero saber desse livro rs

    Beijos,
    www.miragemreal.com

    ResponderExcluir
  4. Depois dessa resenha e da sinopse que em nada me chamou atenção acho que é uma leitura que não farei :(
    Leitora nova, beijos!
    Se puder dar uma olhadinha no meu blog e dizer o que acha eu agradeceria: http://feitadepalavras.blogspot.com.br/ =]

    ResponderExcluir
  5. Oi flor,
    estou com esse livro aqui e cada dia fico com mais pé atrás diante dessa leitura, assim que li a sinopse percebi que a história não iria me ganhar, mesmo assim pensei que lendo as resenhas isso poderia mudar, mas infelizmente estou percebendo que não.
    Enfim vou deixa-lo pro ano que vem talvez..
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  6. A sinopse até me chamou a atenção mas me pareceu confuso mesmo, acho que nunca leria ele, e essa nota do autor? Devemos falar a verdade sobre o que achamos sobre o livro sem puxar saco, isso é muito chato.

    Abraços,

    http://muchachoonline.blogspot.com.br/2013/12/feitico-sarah-pinborough.html

    ResponderExcluir
  7. a história em si não chamou muito minha atenção. Acho que é um livro que deixaria para ler depois, quando estivesse com mais tempo, para ler com calma, caso a leitura travasse um pouco, rs
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir