22 março 2016

Resenha: Mary Poppins



Mary Poppins
P. L. Travers
Tradução: Joca Reiners Terron
Editora: Cosac Naify

“A história se passa em Londres, na Rua das Cerejeiras. A família Banks procura desesperadamente uma babá para seus filhos Michael, Jane e os gêmeos John e Bárbara, que são temperamentais e teimosos. Eis então que os ventos do Leste sopram e Mary Poppins chega para pôr ordem na bagunça, com seu jeitinho especial.”



Li o livro nas férias e estava ansiosa para postar a resenha, mas como nunca tinha assistido o filme (pois é!), resolvi que seria mais interessante fazer a resenha depois de conhecer também a obra cinematográfica.

A história se passa em uma Londres antiga, em uma pequena e velha casa precisando de uma mão de tinta na rua Cherry Tree Lane, número 17, onde moram sr. Banks, sra. Banks, os filhos Michael, Jane e os gêmeos John e Bárbara. O sr. Banks propôs para sra. Banks que eles poderiam ter uma casa boa e confortável ou poderiam ter quatro filhos, pois os dois não poderia sustentar, e depois de muito pensar, sra. Banks escolheu viver com seus filhos na antiga casa. 

Sr. e sra. Banks estavam à procura de uma nova babá para cuidar das crianças, até que o Vento Leste leva Mary Poppins a casa dos Banks. Mary é uma mulher especial, uma verdadeira exceção, que cresceu mas não perdeu a sua mágica, é também uma mulher de personalidade forte e que não gosta de ser contrariada. Em sua bolsa, Mary carrega tudo o que precisa, de lá ela consegue tirar os mais variados objetos e as mais variadas histórias, e isso deixa as crianças curiosas com sua pessoa. 

Enquanto o sr. Banks trabalha e a sra. Banks frequenta eventos sociais, a babá leva as crianças para diversas aventuras, que inclui fazer um passeio por dentro de uma pintura, rir tanto a ponto de ir parar no teto de uma casa e tomar chá lá mesmo, ajudar um cachorro mimado que queria um amigo, descobrir o que acontece dentro de um zoológico à noite, entre outras. A cada nova aventura, Michael e Jane se encantam mais com a nova babá e aprendem a lidar com seu jeito, até que os ventos mudam.

O livro é dividido em doze capítulos que são apresentados como contos dentro da história, cada conto é uma nova aventura. O livro é para o público infantil, mas que pode ser lido por todos, já que a autora traz a importância da educação, onde uma babá que possui mágica em sua vida e traz sonhos para as crianças que não eram tão notadas pelos pais, consegue impor respeito, dando lições, e permitindo que as crianças aprendam novas coisas a cada dia. 


O trabalho gráfico feito pela editora ficou maravilhoso, com um aspecto visual encantador. Mary Poppins, que anda sempre com seu guarda-chuva-papagaio, tem um interesse especial em moda e sempre sai de casa impecável, combinando com seu estilo, o livro conta com ilustrações do estilista Ronaldo Fraga, que são verdadeiros croquis de moda bordados à mão em tecido, e fotografados para integrar a edição. A versão deluxe traz o livro dentro de uma bolsa. Além disso, o livro conta com uma diagramação impecável e a encadernação brochura com a cola e costura à vista.


Mary Poppins foi adaptado para os cinemas pela Disney em 1964, no filme temos uma Mary mais simpática, além de uma mistura das histórias vividas no livro e novas aventuras criadas para o cinema. O filme é diferente do livro, mas traz a essência, e é um verdadeiro clássico. Vale a pena ver o musical, principalmente pelos efeitos visuais da época, encantador!

Livro no skoob: Mary Poppins
Nota:
 

14 março 2016

TAG | Esse ou esse?


A Jéssica Peixoto do blog Winter Bird me indicou essa tag já tem muito tempo, eu respondi mas acabei esquecendo de publicar aqui no blog, esses dias eu lembrei e resolvi postar hoje, mesmo que atrasada.
Regras:
Colocar o blog que te indicou no início do post.
O livro que dá início é o livro ganhador da pessoa que te indicou.
Seguindo a lista de livros indicados pela pessoa que te passou a tag, você deverá ir escolhendo de acordo com a ordem se: deixa o livro que lidera a batalha ou se escolhe a nova opção dada e abaixo explica o porquê.
Uma vez que tenha o seu livro ganhador, escolha você sete livros e sete blogs para repassar a TAG.

O vencedor da Jéssica foi:


ROUND #1
x
Meu Deus! Começamos com uma disputa bem forte aqui. Li O Menino do Pijama Listrado a muito tempo, é uma grande obra que gosto muito, e A Seleção é um queridinho pra mim, já fiz até trabalho da faculdade sobre, fiquei na dúvida em qual escolher, mas no final o coração falou mais alto, e quem passa pra próxima etapa é A Seleção.

ROUND #2
x
Sempre tive muita vontade de ler essa série escrita por Tahereh Mafi porque sempre via muitos comentários positivos nos blogs, mas como nunca comprei nenhum livro, acabei deixando de lado, como não conheço a história de Estilhaça-me, continuo com A Seleção.

ROUND #3
x
Comecei a ler Divergente mas não fluiu, tentei ver o filme e não gostei, pretendo dar uma nova chance a série um dia, mas não por agora. Como não li o livro, continuo com A Seleção.

 ROUND #4
x
Como muitos sabem, não sou fã da escrita de John Green, não consigo simpatizar com seus personagens, então nunca li o livro Quem é Você, Alasca?, assim, continuo com A Seleção.

ROUND #5
x
Por mais que deseje ler O Diário de Anne Frank, ainda não fiz, já tentei comprar o livro mas nunca acho com preço bom (sou dessas que só compra em promoção mesmo), estou juntando pontos em sites de troca para tentar pegar esse livro, mas ainda não consegui #ShameOnMe! Então, continuo com A Seleção.

ROUND #6
x
Acharam que a Kiera Cass iria ficar aqui pra sempre, né? Por mais que eu ame a série A Seleção, eu tenho um carinho especial por O Caçador de Pipas, li a muito tempo, eu já tinha interesse por livros, mas não tinha o costume de ler tanto durante o dia, e lembro que essa história maravilhosa me prendeu de tal forma que eu não conseguia desgrudar do livro, me emocionei muito, uma grande obra!

ROUND #7
x
Não li o livro de As Vantagens de Ser Invisível, mas amei o filme. Como infelizmente não tive contato com a obra original, vou permanecer com o querido O Caçador de Pipas, que é o vencedor da vez!

Vencedor!

Infelizmente eu não li a maioria dos livros que a Jéssica escolheu pra mim, então provavelmente você vai achar um tédio minhas repostas, mas eu tentei e gostei de fazer a tag, pois ela indicou alguns livros que tenho muita vontade de ler e outros que simplesmente não combinam comigo, e faz parte, achei divertido no final das contas.
Livros escolhidos por mim:

Blogs indicados:
Se você não foi indicado mas quer responder a tag em seu blog, sinta-se a vontade de usar minha listinha de livros escolhidos!

12 março 2016

Receita da Vez: Batata recheada de presunto

Hoje é dia de novidade! A muito tempo planejo criar essa coluna para o blog, quando mudei para a capital, vim sem saber fazer muita coisa na cozinha, aprendi a cozinhar de verdade com o Google, sempre que tinha desejo de comer alguma coisa diferente, eu procurava na internet uma receita e ia pra cozinha experimentar, então, tive a ideia de criar uma coluna com receitas fáceis pra qualquer um fazer em casa. 

Eu sigo alguns canais de receitas e vejo que muitas delas não são tão práticas assim, já que precisam de ingredientes que não são do nosso dia-a-dia, a ideia aqui é trazer receitas fáceis, que qualquer um possa fazer, utilizando ingredientes que tenha em qualquer cozinha. 

Muitos não sabem, mas eu sou apaixonada pelo meu time, sou dessas que vai ao estádio, fica ansiosa, sofre junto... e como faço pra mandar a ansiedade pra longe? Cozinhando! Quinta-feira teve jogo da libertadores, eu acordei bem nervosa com isso, o jogo foi fora então o jeito era esperar em casa até dar o horário, estava sozinha então resolvi brincar com comida (mas do jeito bom!), olhei o que tinha na geladeira e fui pro fogão botar a mão na massa, nunca tinha feito essa receita, que é super fácil, e ficou MUITO bom!

Batata Recheada de Presunto

A melhor parte dessa receita é que você pode rechear com o que tiver em sua geladeira, ao seu gosto, eu peguei um pouco de tudo que tinha e ficou muito bom! Vou colocar a receita com os ingredientes que usei, mas fiquem livres para rechear com o que preferir, ou o que tiver disponível em casa.

Ingredientes:
- 1 batata grande
- Presunto picado
- Requeijão
- Muçarela ralada ou picada
- Azeitonas sem caroço
- Tomate sem sementes
- Brócolis picado
- Sal e temperos a gosto
A quantidade vai variar com o tamanho da batata, mas para cada batata recheada, reserve um pouco de cada ingrediente.

Modo de preparo:
A batata recheada é feita com casca para que ela não desmonte, fora que a casca faz muito bem pra saúde, mas se você não gosta, pode retirar, mas tenha cuidado na hora de abrir a batata.
Primeiro vamos cozinhar a batata, com um garfo, faça alguns furos, coloque em uma panela com água e deixe ferver. O tempo varia de acordo com o tamanho com a batata. Para saber se está no ponto, fure ela com o garfo, se ele entrar com facilidade e você sentir que está macia, já pode tirar. O ponto ideal é a batata mais durinha, porém cozida, cuidado pra não cozinhar demais e ela desfazer.
Coloque a batata em um recipiente reto, cuidado que ela vai estar muito quente, então utilize um pano para segura-la. Faça um corte de cruz na parte de cima, depois faça um círculo e retire o meio, quanto mais você tirar, mais recheio vai ter.
ATENÇÃO! Se você abriu a batata e ela ainda estava um pouco crua no meio, não tem problema, retire essa parte. Se não quiser tirar tudo, não tem problema, pois a batata voltará para o forno e terminará de assar.
Tempere a batata com um pouco de sal. Em seguida, vamos rechear, coloque requeijão em toda parte aberta do buraco, depois vai acrescentando o seu recheio. Alterne em camadas cada ingrediente e fique atenta em colocar em todos os espaços, cuidado para não quebrar a batata. Por cima, finalize com a muçarela e ervas.
Coloque um papel alumínio em um tabuleiro, coloque a batata e leve ao forno. Deixe assar até o queijo derreter e dourar. A batata pode ser servida com acompanhamento ou sozinha.

Essa é uma receitinha muito fácil e prática. Você pode fazer a unidade ou para a turma toda. E fica uma delícia! 

Espero que da nova coluna, em breve novas receitinhas!

08 março 2016

#ParaVer - Fuller House



Bom dia! Hoje eu venho com um post pra lá de especial :)

Sumi por alguns dias do blog porque meu computador estragou e resolvi que seria melhor mandar arrumar na minha cidade natal, acabou que a ideia não foi tão boa assim, então fiquei sem computador por vários dias, usando apenas o celular (que graças a tecnologia de hoje, já faz quase tudo que um pc faz, né). Aproveitei esse tempinho longe dos trabalhos da faculdade pra assistir Netflix, eu não sou do tipo de pessoa que consegue fazer maratona da mesma série, eu consigo passar um dia todo só vendo séries, mas sendo cada hora um episódio de uma série diferente, até que resolvi assistir o primeiro episódio de Fuller House, ai o segundo, terceiro, quarto... até que me toquei que tinha assistido a temporada todinha! 

Acredito que quase todo mundo cresceu assistindo Três É Demais, essa nova fase da série está super divertida, cheia de referências, comédias e piadinhas internas sobre as irmãs Olsen, por não participarem dessa nova série.  Fuller House ficou ótima, uma mistura de nostalgia com diversão, e não, não é a melhor série de comédia do mundo, mas consegue prender o espectador e faz a gente ri bastante, então indico a todos! 

A melhor parte? A série já foi renovada para a segunda temporada!

Sinopse:  
Nesta nova série, que é uma sequência do clássico Três é Demais (Full House), D.J. trabalha como veterinária em São Francisco, mas acaba de ficar viúva justo no momento em que espera o seu terceiro filho. É quando Stephanie, uma musicista aspirante, e Kimmy, junto com sua filha adolescente Ramona, se mudam para morar com D.J. e ajudá-la a cuidar de seus três filhos – J.D. de 12 anos, Max de 7 anos e recém-nascido Tommy Jr.

Elenco:
Candace Cameron Bure como DJ Tanner
Jodie Sweetin como Stephanie Tanner
Andrea Barber como Kimmy Gibbler
Soni Nicole Bringas como Ramona
Elias Harger como Max Tanner-Fuller
Michael Champion Jackson Tanner-Fuller
Gêmeos Messitt como Tommy Jr.
E atores do elenco original como John Stamos, Bob Saget, Dave Coulier, Lori Loughlin e Scott Weinger reprisam seus papeis na trama.

Trailer: