20 fevereiro 2018

Resenha: A Noite dos Mortos-Vivos e A Volta dos Mortos-Vivos

A Noite dos Mortos-Vivos
e A Volta dos Mortos-Vivos

John Russo
Tradução: Lucas Magdiel
Editora: DarkSide Books

"Se hoje os zumbis estão em alta é porque, em 1968, George Romero e John Russo se reuniram para escrever o roteiro de A Noite dos Mortos-vivos e mudar a história do cinema. O filme revolucionou o mito sobre as criaturas que voltavam do além: as superstições vodus das velhas produções 'B' deram lugar à epidemia de fome canibal nas ruas norte-americanas. Criaturas similares já haviam aparecido antes nas telonas, mas foi em A Noite dos Mortos-vivos a primeira vez em que foram retratados como uma praga devoradora de carne humana."

*Eu até procurei uma sinopse melhor para colocar aqui, mas todos os sites que o google me indicou tinha esse textinho que mais parece uma propaganda da DarkSide do que uma sinopse de um livro.

Ganhei esse livro em uma promoção no twitter Filme C no ano passado, mas só esse ano peguei para ler essa obra, e olha, não deveria ter enrolado tanto.

O livro, que é uma adaptação do roteiro do filme de George Romero, chegou no Brasil em 2014 como uma edição especial de comemoração dos 45 anos do longa. Além da história original do filme, o livro conta com o texto da sequência que nunca chegou a ser filmada, A Volta Dos Mortos-Vivos. 

Em A Noite dos Mortos-Vivos, conhecemos Johnny e Bárbara, que estão indo visitar o túmulo de seu pai em uma zona rural distante. Bárbara é uma garota comum e muito preocupada com a família, enquanto Johnny é um cara grosso e estressado, que estava nessa viagem até o cemitério contra sua vontade e só sabia reclamar.  

Já estava escurecendo e Johnny aproveitou do local sinistro para fazer brincadeiras para assustar sua irmã, até que um homem de aparência estranha que andava pelo local ataca Bárbara. Johnny, desesperado, tenta ajudar sua irmã, mas acaba morrendo durante a luta. Assustada, Bárbara começa a correr loucamente. 

O homem estranho continua seguindo Bárbara, até que ela consegue chegar em uma fazenda. O homem estranho, que mal consegue andar e parece não entender nada, continua do lado de fora esperando, até que novas pessoas com aparência estranha começam a aparecer e ficam do lado de fora da casa aguardando. 

A história gira em torno da fazenda dos Miller e as pessoas que estão dentro dela tentando sobreviver desse ataque de seres mortos que, misteriosamente, voltaram à vida e que comem carne humana. Sem muitas informações, sem conhecer um ao outro, o livro conta uma história de luta pela sobrevivência e a relação entre pessoas dentro de um determinado grupo em uma situação de risco. 

Confesso que achei o desenrolar da história um pouco lento, mas o final foi uma reviravolta só! Gostei muito de como foram apresentados os personagens, a criação de cada um e a sua importância na história, tirando a Bárbara, que de início gostei muito dela, mas no final acabou sendo apenas um peso para os outros personagens ali dentro. O final foi de tirar o fôlego, acabei essa primeira parte louca para assistir ao filme, e foi o que eu fiz e gostei muito.

A Volta Dos Mortos-Vivos acontece 10 anos depois da primeira epidemia. Com medo e por precaução, um grupo de pessoas de uma pequena comunidade rural decidiu que todos que morressem por ali, teriam seu crânio perfurado e destruído, pois essa era a única forma de acabar com esses mortos-vivos que haviam aterrorizado o planeta anos antes.

Essas pessoas acabam encontrando um ônibus acidentado onde todas as pessoas envolvidas morreram, e assim, elas começam a retirar os corpos e a perfurar seus crânios rapidamente, mas, as autoridades chegam antes de terminar o trabalho, e alguns desses corpos não foram marcados. Esses corpos, assim como muitos outros que haviam morrido a pouco tempo, retornam a vida de forma aterrorizante e sem explicação, sedentos por carne humana. 

A história se passa na fazenda dos Miller, onde Bret Miller e suas três filhas, Ann, Sue e Karen, tentam se proteger dessa nova epidemia. Mas, diferente da história anterior que contava o que acontecia apenas em um determinado local, agora temos uma visão mais ampla de como outras pessoas estavam reagindo e o que estava acontecendo. Além de mortos-vivos, as pessoas também precisavam se proteger de bandidos e estupradores que estavam aproveitando da situação para causar desordem, já que as autoridades estavam ocupadas demais tentando cuidar da epidemia e de suas próprias vidas. 

Achei que a segunda história flui muito melhor na leitura, por nos apresentar um espaço mais amplo com mais personagens e situações diferentes. Novamente o caráter do ser humano é posto à prova nas diversas situações criadas pelo autor, gostei muito da segunda história, uma pena não ter virado filme.
Falando em filme, fui conferir a comédia de mesmo nome, A Volta Dos Mortos-Vivos, com uma pontinha de esperança de encontrar uma boa história, porém acabei me decepcionando. O livro sim tem muito potencial, e para quem curte esse tipo de leitura, é um clássico que não pode faltar na estante, ainda mais nessa edição maravilhosa da DarkSide. 

*A Noite dos Mortos-Vivos, dirigido por George Romero, é um filme de terror independente de 1968. Além de renovar o cinema do terror com histórias de zumbis, Romero também revolucionou ao escolher um ator negro para protagonizar no longa em um momento de tensões raciais à flor da pele. Uma curiosidade da produção é que o próprio John Russo atua no clássico como um zumbi, mas não está creditado.
 
Livro no Skoob: A Noite dos Mortos-Vivos
Nota: 




7 comentários:

  1. Oi, Claris!

    Se não me engano, cheguei a assistir o filme, mas do livro certamente já tinha ouvido falar. Hoje em dia, depois de tantas histórias de zumbi, essa parece até meio boba, mas na época deve ter sido algo inédito. Adorei a resenha!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oiii Claris

    Eu até curto o gênero e ultimamente li um livro de apocalipse zumbis que amei, mas apesar dos elogios esse é um livro que não me atrai... Essa dica acho que vou deixar passar, mas fico feliz em saber que vc gostou apesar de alguns percalços no comecinho por conta da lentidão dos capitulos iniciais.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Claris,
    Eu não gosto de terror, tanto que nem sabia da existência do livro, só do filme! rs
    Mas nunca assisti.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Gostei da sua resenha :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Claris!
    Eu lembro vagamente do filme, só de nome mesmo. Pelo seu relato, o livro não iria me agradar muito...
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da Folia Literária 2018: cinco kits, cinco sortudos.

    ResponderExcluir
  6. Oi Claris, realmente tem uma sinopse de livro da Darkside hehehehehe Eu lembro que vi o filme, mas ler os livros sem dúvida deve ser bem mais interessante!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. AHHH que demais ganhar um livro assim em sorteio, amei saber de todas as suas impressões e fiquei curiosa mesmo pra ler o livro. Muito interessante, apesar do início demorar pra pegar o embalo, gostei do enredo.

    Beijos,
    brilhodealuguel.com

    ResponderExcluir